É dia de festa

Na quinta-feira, dia 27, a classe circense – e também os colegas do teatro de rua – se reúne para comemorar o dia do Circo. Veja abaixo a programação que chegou ao blog. Se você souber, ou for participar, de algum evento, envie os dados. Pretendemos  dimensionar e quantificar a festa, que começou para marcar o dia do aniversário de Piolim (mais informações na área  Dia do Circo). Se a informação chegar antes do dia 27, nós ajudamos a divulgar. Se chegar depois, será uma importante contribuição para a pesquisa. 

Festa no centro

III Palhasseata paulista – Teatro de Rocokóz, em parceria com a atriz Leona Cavalli e a dramaturga Ana Vitória Monteiro, realizam a terceira edição da passeata de palhaços. “Narigudos e simpatizantes” interessados devem se apresentar às 8 horas no Largo do Paissandu, de onde parte a passeata, às 9 horas, em direção a Praça do Patriarca. A partir daí, a direção do evento é entregue ao Movimento de Teatro de Rua. Mais informações: rocokoz@yahoo.com.br.

Ato público – O Movimento Redemoinho – reunião de coletivos teatrais de 11 estados do Brasil – realiza um ato público na Praça do Patriarca, a partir das 10 horas. A programação prevê uma overdose teatral, com a apresentação de vários grupos de teatro de rua que integram o Movimento. Às 16 horas, o grupo sai em caminhada até o Teatro Municipal, onde será lido um manifesto propondo a criação do Prêmio Teatro Brasileiro (para todo o país) e a retomada do Fundo Estadual de Arte e Cultura (para o Estado de São Paulo), como exemplos possíveis de política de Estado para a cultura. O evento se encerra no Teatro Fábrica, às 20h30, com a participação dos pensadores Paulo Arantes e Chico de Oliveira. Mais informações: www.redemoinho.org

Cortejo Dramático e circo de graça – A Rede Estadual de Teatro de Rua, do Rio de Janeiro, programou um cortejo, com concentração marcada para às 15 horas no relógio do Largo da Carioca e saída às 16 horas. O grupo pretende seguir até a Cinelândia, onde ocorrem performances teatrais e números circenses, e depois cruzar a Biblioteca Nacional pela rua Pedro Lessa, em direção ao Palácio Gustavo Capanema, onde está a representação regional do Ministério da Cultura. Antes, na Praça Onze, berço carioca do circo, às 14h30, na lona do circo Crescer e Viver, ocorre um espetáculo gratuito, em reconhecimento ao mestre Piolim. No Interior do Estado, na cidade de Cachoeiras de Macacú, a festa dura nove dias e tem a participação de onze grupos fluminenses de teatro de rua e circo. Contatos: Rede Estadual de Teatro de Rua e Artes Afins: Marcondes Mesqueu (teatroitinerante.rua@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s